Postagens

To Catch a Thief Movie Alfred Hitchcock Humor Beauty Elegance Fashion and Stunning Landscapes Cary Grant .... John Robie (The Cat) Grace Kelly .... Frances Stevens Filme baseado no romance de David Dodge. Cary Grant é John Robie, um ladrão de jóias reformado que vive silenciosamente na Cotê d`Azur. E está sob suspeita de ter cometido vários roubos de jóias em Nice e Cannes. E ele só pode provar sua inocência, pegando o verdadeiro culpado. Mas na linda Cotê d`Azur ele conhece a deslumbrante herdeira Frances Stevens que é Grace Kelly, rica, entediada, mimada e entusiasmada e também curiosa com a reputação de John Robie ("O Gato"), Cary Grant. Com paisagens lindíssimas. Um dos filmes mais Elegantes, Hitchcock, sabia o que fazia. Cary Grant e Gracy Kelly eram juntos, atriz e ator, dos mais elegantes que já passaram pelo cinema. Tinham Elegância natural. E lindos! O figurino de Gracy Kelly foi todo desenhado por Edith Head, figurinista famosa de toda indústria cinematográfica. E tinha Gracy Kelly como sua musa. Cary Grant, escolheu seu próprio guarda-roupa para o filme, pois, ele era Elegantíssimo na vida real, fora das telas. Para o filme Cary Grant, encontrou numa loja local o lenço vermelho de bolinhas e o suéter listrado. O lenço usado de forma casual, amarrado em torno do pescoço, ao estilo de uma gravata. Este estilo foi copiado por muitos. O "look", inteiro Casual, de Cary Grant. Nos pés um mocassim feito à mão CG para Maxwell's, a calça de um terno. Elegantíssimo. Veja o "look" de Grace Kelly, na praia, com óculos de sol tipo gatinho, maiô amarelo claro e lenço amarrado em torno da cabeça no mesmo tom. Elegância na praia. O figurino de Grace Kelly, a noite é lindo! Ela tem classe e senso natural de Elegância, parece flutuar, quando caminha. Cary Grant de smoking, Muita Elegância, natural. Senso inato. A cena em que Grace Kelly encontra Cary Grant, no saguão do Hotel, ela veste um maiô preto, com uma saída de praia em forma de saia, um chapéu de aba larga (Flying Num), e um turbante preto. (Uma das peças de assinatura Grace, tornada lendária pela futura princesa). Na cena do piquenique com a maravilhosa vista para Monte Carlo, Grace Kelly usa um vestido coral com estampas brancas na parte de cima (em perfeita combinação com as luvas) e com saia pregueada e um lenço coral amarrado no pescoço. Cary Grant com sua costumeira Elegância. As cenas foram improvisadas pelos dois, que ficaram muito à vontade um com outro, (Hitchcock, aprovou). A cena dos fogos de artifício, os dois estão numa Elegância Clássica, absoluta. Grace Kelly, está com um vestido de chiffon branco perolado, com um colar de diamantes magnífico. Cary Grant num "look" formal, que com toda sua Elegância, fez parecer, descontraído e divertido. As roupas eram uma extensão natural de si mesmo (ESSA É A MELHOR DEFINIÇÃO, PARA ELEGÂNCIA). Nas cenas finais. Temos um baile de máscaras, realizado numa mansão na Cote d'Azur.Todos os figurantes usavam fantasias ao estilo da corte de Maria Antonieta (que falarei em outro, artigo, sobre o filme de Sofia Coppola, feito sobre Maria Antonieta). Foi a cena mais cara que a estilista Edith Head já havia feito. Grace Kelly, está vestida como "uma princesa de fadas (ordem de Hitchcock). O vestido de baile, usado por ela, com uma saia enorme de malha dourada, adornada com pássaros de tecido e máscara dourada, e na cabeça uma peruca dourada (lembre-se, tudo ao estilo Maria Antonieta). Em uma cena de ação, em que Cary Grant, anda sobre o telhado ("O Gato'"), para provar sua inocência. Ele veste preto da cabeça aos pés, incluindo um suéter polo. Quando a cena termina, ele finaliza o "look", com um elegante casaco preto, bem a tempo para cena final, no terraço de sua casa nas colinas, quando concorda em se casar com Frances (Grace Kelly). Cary Grant disse, "Sempre ia trabalhar assobiando". Evidentemente refletiu, vimos toda a sua Elegância Natural na tela. Enfim, este filme, mostra, Elegância Natural em Cary Grant e Elegância Natural e Clássica em Grace Kelly, misturado ao toque de humor Inglês, irresistível, de Hitchcock. E a deslumbrante pequena Cidade-Estado Mônaco. Você ficará encantado com tamanha beleza em tudo e todos ao longo do Filme! (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês, então role a página e é só ler os artigos)

Imagem
  To Catch a Thief Movie Poster Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!        To Catch a Thief Movie Scenes To Catch a Thief Movie Scenes To Catch a Thief Movie Scenes To Catch a Thief Movie Scenes

Marie Antoinette Fun and Fashionista Movie Sofia Coppola - Marie Antoinette Joseph Josephine Joan of Habsburg-Lorraine, Marie Antoinette. No Século 18, a França, o rico reino da Europa, estava em guerra com a Áustria, para evitar o expansionismo Austríaco. A Imperatriz Maria Tereza, da Áustria, queria selar paz com a França em comum acordo com o Rei da França Luís XV. Casando então, a Arquiduquesa Maria Antonieta, da Áustria, sua filha, com o herdeiro da coroa francesa, Duque de Berry, Delfin Luís Augusto (Rei Luís XVI), filho do Rei Luís XV. Maria Antonieta, casa-se aos 14 anos e vai morar na França. O casamento demorou 7 anos para se consumar, devido a um problema físico do Delfin. Enquanto isso, Maria Antonieta tenta sobreviver às fofocas e intrigas da Corte de Versalhes. A adolescente, Maria Antonieta, se refugia então, no Petit Trianon, (Palácio, construído, pelo avô, do Delfin, Luís XIV, para sua amante). O Delfin, deu à sua esposa, como presente. Lá, ela junta-se à suas amigas, para fazer festas e jogos, (o contexto do Filme se passa nesse período). Bem mais tarde, a Rainha se dá conta, que para sobreviver em Versalhes, é preciso astúcia política e se cerca de fiéis colaboradores. Com a Revolução Francesa, a França é dotada de uma Constituição. O antigo regime de Realeza, está com os dias contados. Resulta em Luís XV, guilhotinado em 1793. Maria Antonieta é guilhotinada logo em seguida. Foi acusada de trair a França (mentira e injustamente, tudo estratégia Política) de ter comportamento frívolo (festas e jogos, com suas amigas no Petit Trianon). Quem nunca, foi jovem, adolescente, e quis se divertir. Imagina, uma garota de 14 anos, deixando seu País, por obrigação e para casar-se e também assumir tamanha responsabilidade que é Reger um País. O futuro Rei, só fez a cirurgia, para corrigir o problema, e ficou bom só 7 anos depois. Para consumar o casamento. Pois bem, a adolescente Maria Antonieta, fez festas e jogos em seu pequeno Palácio. Influenciou toda uma Corte, com seus lindos vestidos, com sua jovialidade e alegria. O estilo usado em Época, era o Rococó, rico em detalhes e adornos. Perucas eram comum, maquiagem com a pele branca, bochechas rosadas e lábios vermelhos, tanto para mulheres, quanto para homens (provavelmente, a aparência passava a impressão de saúde, quanto as perucas, era muito mais fácil, pois na época era dificílimo arrumar o cabelo). Maria Antonieta foi uma das melhores fashionistas que o mundo já conheceu. Sofia Coppola (todos os seus filmes são maravilhosos, como esse), em seu Filme "Marie-Antoinette", expõe exatamente esse trecho da vida da Rainha. Com toda finesse e maestria Artística, qua Sofia Coppola tem. Filme de 2006, com Kirsten Dunst, no papel principal. Trilha Sonora: New Order, Air, Siouxsie and Banshees, The Strokes, Gang of Four, Adam & the Ants, Vivaldi, The Cure, Aphex Twin, Domenico Scarlatti / Reitzell, etc Visualmente lindo, com Trilha Sonora divertida, figurino Elegantíssimo (Helena Canonero, Figurinista). É um Filme que merece ser "visto". A frase, "Se não tem pão que comam brioche", jamais foi dita pela Soberana, diante da escassez de pão.O filme de Sofia Coppola, Maria Antonieta, que cobre os dezenove anos que aquela mulher fabulosa e trágica passou em Versalhes. Foi filmado em grande parte em locações no palácio, Grand Trianon no Château de Versailles. Maria Antonieta tinha uma rotina de cuidados com a pele, atraente, com cabelo loiro, olhos azuis, uma pele clara e fina e o lábio inferior da família dos Habsburgo, tomava banho todos os dias, hidratando a pele e perfumava sua pele e o ambiente ao redor. Ela era o décimo quinto filho de uma mãe formidável, a Imperatriz Maria Teresa, que liderou seu enorme império com tanta eficiência que continuou a ler jornais do Estado durante o parto. No último minuto descobriram que a futura noiva (que gostava de dançar e brincar com crianças e bonecas) mal sabia ler e escrever. Sua mãe providenciou uma educação intensiva e uma reforma, incluindo odontologia estética, um penteado menos provinciano e um guarda-roupa totalmente novo com roupas de estilo francês. Então a garota rolou pela floresta em uma carruagem especial dourada com rosas douradas (símbolo dos Habsburgos) e lírios (símbolo dos Bourbons) balançando a cabeça em um topete no telhado. Atrás das enormes janelas de vidro, ela era como uma joia em uma caixa acolchoada. De agora em diante, sua mãe a advertiu, todos os olhos estariam sobre ela, e ela deveria fazer o que ela mandou. Maria Theresa teve premonições ansiosas; sua garota era animada e afetuosa por natureza. No entanto, nada poderia preparar um estranho para viver com a etiqueta rígida de Versalhes. Em um sistema estritamente hierárquico de monarquia absoluta, todo poder derivava do rei, que era o próximo na linha de Deus. Tudo no palácio foi projetado para impressionar. Como sua mãe previra, a debutante primeira-dama de Versalhes foi observada por mil olhos em busca dos primeiros sinais de um passo em falso. Fofoca, zombaria humilhante e intriga eram as principais ocupações da corte. tinha um trabalho árduo pela frente, na verdade: garantir o poder do Estado francês (e a aliança com sua terra natal) dando à luz um futuro delfim. O rei Louis a desencorajou de se interessar pela política, mas a entregou a todos os outros passatempos. Onde Maria Antonieta e seu belo irmão mais novo, o conde d'Artois, organizaram festas de jogo noturnas. Em 1775 Louis presenteou-a com o Petit Trianon, uma joia de um castelo neoclássico de proporções íntimas e perfeitas, situado no parque de Versalhes, a quinze minutos a pé do palácio. O interior era claro, claro e confortável, com boiseries de flores silvestres, espigas de milho e rosas. “Você que ama flores, eu lhe dou este buquê”, disse ele. Em aliança com pessoas criativas - seus arquitetos, paisagistas e, principalmente, a costureira Rose Bertin e o cabeleireiro Léonard - ela fez o Trianon e sua própria pessoa tão requintados quanto poderia ser. , Ela tinha uma grande paixão, era pela moda. Ela se vestia para estar na moda, ela se endividava com a moda, era espirituosa. Ela gostava de deslumbrar com a melhor roupa em seus próprios bailes à fantasia; ela gostou do burburinho sobre seu cabelo alto quando ela apareceu em seu camarote no teatro em Paris. Ela e sua amiga Princesse de Lamballe eram o assunto da cidade quando apareceram no Bois de Boulogne para um passeio de trenó no inverno - duas loiras, todas de branco, com diamantes e peles. Sedas e veludos para vestidos de corte, musselina e gramado para os novos vestidos informais que combinavam (com chapéus Gainsborough) com o jardim inglês. Leques, rendas, flores de seda. A roda da moda, girada pela rainha e Mlle Bertin, sua “ministra da moda”, girava cada vez mais rápido. O mundo da moda moderna nasceu nesta época. Bertin (cuja história se assemelha à de Coco Chanel em sua perspicácia para os negócios e sua ascensão na sociedade) foi a primeira costureira; Léonard foi o primeiro cabeleireiro superstar. De ascendência camponesa gascão, ele cavalgava para suas damas em uma carruagem nobre e (como Bertin) era dado a fazer pronunciamentos esnobes. (“O grande Léonard não suja as mãos com os chefes das classes médias.”) Outras mulheres, vendo as revistas de moda da moda e sem escolha a não ser seguir o exemplo da rainha, corriam o risco de levar seus maridos à falência. Os cofres da própria França estavam vazios depois que ela lutou contra os britânicos na Guerra da Independência dos Estados Unidos. Quando a Bastilha caiu, em 14 de julho de 1789. A Rainha encontrou reservas extraordinárias de vontade e caráter. Seu marido a mantivera fora dos negócios do Estado, mas agora, quando ele parecia incapaz de decidir o que fazer (uma vez, ele não disse uma palavra por dez dias inteiros), ela se descobriu agindo por ele. Ela se tornou, eles disseram, o melhor homem que ele teve. Ela consultou seus ministros, passou hora após hora escrevendo cartas para pessoas que poderiam ajudá-los. Ela acabou por ser filha de sua mãe e muito boa em intrigas políticas. Ela usou seu charme para transformar vários líderes revolucionários, incluindo o conde de Mirabeau, em agentes secretos do rei. Por fim, em 1791, ficou decidido que a família deveria tentar escapar - não para o exílio como a maioria de seus amigos e parentes, mas para um palácio fortificado não muito longe da fronteira. No veredito, ela havia se vestido toda de branco, com o maior cuidado possível em suas circunstâncias. Ela enfrentou a morte com absoluto autocontrole e dignidade, e caminhou graciosamente, mesmo com as mãos amarradas, até o cadafalso. Essa incrível mulher, foi merecidamente homenageada neste maravilhoso filme de Sofia Coppola. (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês, então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. E também demanda um bom tempo. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
  Marie Antoinette Movie Poster Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!          Marie Antoinette Scenes Movie Marie Antoinette  Portrait in Painting Vigée-Lebrun - 1778 Marie Antoinette Scenes Movie

The Influence of Planets on Stages of Human Life. The MOON - Represents the Boy of Ineffable Beauty - Influences human beings from birth to 7 years of age. Nesse ciclo é onde se desfruta toda a felicidade do lar. . MERCÚRIO - É a representação do “Gênio-vivo do Terceiro Logos” – Influencia os seres humanos no período que vai dos 7 até os 14 anos de idade. É o ciclo do estudo, da escola. VÊNUS - Representa o Amor e a Ternura. Influencia os seres humanos no período que vai dos 14 até os 21 anos de idade. É o período da inquietude emocional e do estímulo sexual. SOL - É o centro gravitacional de todos os planetas. É o astro que dá vida a todos os planetas. Influencia os seres humanos no período que vai dos 21 até os 42 anos de idade. Nesse período definimos nossa vocação e o que devemos ser sob a luz do Sol. MARTE - “Belicoso e Terrível” – Influencia os seres humanos no período que vai de 42 até os 49 anos de idade. A força marciana promove a estruturação e a estabilidade do lar. JÚPITER - “Tonante e Guerreiro” – Influência os seres humanos no período que vai dos 49 até os 56 anos de idade. Representa o “Corno da Abundância”. Nesse ciclo colhe-se o produto de todo o trabalho efetuado. Júpiter entrega o cetro aos reis e o cajado aos mendigos. SATURNO “O Ancião dos Dias” – PRIMEIRO CICLO DE SATURNO: Influência os seres humanos no período que vai dos 56 até os 63 anos de idade. Representa a “Espada da Justiça”.Termina o ciclo de Saturno e começam outras combinações. SATURNO e da LUA - Dos 63 aos 70 anos, uma pessoa, nessa idade torna-se bastante infantil na sua maneira de ser, influências combinadas entre Saturno e Lua. SATURNO e MERCÚRIO - Dos 70 aos 77 anos, certas inquietudes mercurianas, vontade de estudar, de saber mais. SATURNO e VÊNUS - Dos 77 aos 84 anos, tornam-se mais amorosos, às vezes, casam-se pela segunda vez. SATURNO e SOL -Dos 84 aos 95 anos, ficam mais pensativos, repensam a vida. SATURNO e MARTE - Dos 95 aos 102 anos, procuram de ocupar, ficam mais prestativos, ficam próximos à família etc (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês, então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. E também demanda um bom tempo. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
Moon Satellite Mercury Planet Planet Venus Sun Star Mars Planet Jupiter Planet Saturn Planet

Elvis Presley King of Rock'n'Roll - Pop Rock Country R&B Gospel in a unique mix. Natural Talent, Charisma, Sensuality and Stage Presence .Vestia-se num visual que evocava a era de James Dean e filmes de motocicleta do tipo Marlon Brando dos anos 50, época em que Elvis foi proclamado Rei do Rock'n'Roll num "especial de 1968". Em 1969, Elvis usa em seu show, roupas simples, inspiradas no Caratê em preto e branco. Que serão os antecessores dos famosos macacões de uma peça que será simples no início, depois se tornarão chamativos e elaborados com o passar dos anos. Elvis estudou caratê japonês com o professor, Tetsuji Murakami, técnica Shotokan, obstinação que desenvolveu quando serviu o exército, onde foi promovido a sargento.Recebeu seu primeiro grau de faixa preta, carregando o certificado em sua carteira, toda sua vida. Homem extremamente bondoso e humanitário. "Jailhouse Rock", terceiro filme de Elvis, virá a ser considerado o clássico de todos os filmes de "Ópera Rock". A produção de "Jailhouse Rock", também foi reconhecido como o avô dos vídeoclipes pop / rock, um formato de música que se popularizou nos anos 80. Filho Único e centro da vida de seus pais. Ele ia a Assembléia de Deus com sua família, e a música e pregação são influências para Elvis, que também incluem blues-men negros da vizinhança e programas de rádio de música country. Ele queria uma bicicleta, mas recebe dos pais uma guitarra. Já adolescente, continua a ser conhecido por cantar com sua guitarra. Compra suas roupas na Beale Street e absorve o Blues negro e o Gospel que ouve lá. Elvis e seus pais eram trabalhadores com uma vida continua difícil. Ele grava pelo selo Sun por $ 4,00 um acetato com duas músicas, como presente de aniversário para sua mãe. O dono da Sun, Sam Phillips gosta. E Elvis grava outro acetato. Sam Phillips, lança um disco com Elvis, juntando Elvis aos músicos locais. E lançam cinco singles das primeiras canções de Elvis com os músicos pelo selo Sun. Elvis, Scott e Bill, se apresentam juntos e Scotty atuando como empresário. Começam a tocar em pequenos clubes por todo Sul. Tocam num programa de rádio. Assinando contrato de 52 aparições aos sábados. Elvis assina contrato com Bob Neal. Elvis, então, conhece o "Coronel" Tom Parker, um promotor ligado a vários artistas e ao "Lousiana Hayride", treinador do astro country Hank Snow e o astro country Eddy Arnold. Daí para frente a carreira de Elvis Presley evolui e é o que conhecemos hoje. Tudo pelo promotor "Coronel" Tom Parker. Em 1970 foi nomeado e premiado como um dez jovens notáveis da nação pela Câmara de Comércio Júnior dos Estados Unidos. Em 1971, a casa de dois quartos em que Elvis, nasceu, é aberta ao público para passeios turísticos em Tupeja. Um longo trecho da Highway 51 South, parte da qual passa em frente a Graceland, foi oficialmente renomeado para Elvis Presley Boulevard. Em 1971, Prêmio Bing Crosby da Academia Nacional de Artes e Ciências da Gravação. Posteriormente, foi renomeado para o mesmo prêmio pelo conjunto de sua Obra. Em 1972 o álbum gospel "He Touched Me", segundo Prêmio Grammy e Globo de Ouro de Melhor Documentário para "Elvis on Tour", também o Prêmio Satélite Especial. Em 1973 "Elvis on Tour" co-ganha um Globo de Ouro com "Walls of Fire", melhor documentário de longametragem 1972. Globalmente ele vendeu mais de 1 bilhão de discos, mais do que qualquer outro artista. Suas vendas americanas renderam-lhe prêmios de Ouro, Platina ou Multi-Platina. Foram 14 indicações ao Grammy (três vitórias) da National Academy of Recording Arts & Sciences, o Grammy Lifetime Achievement Award. Após sua morte, o legado de Elvis continua a crescer. Seu lugar na cultura americana foi comemorado e as gerações mais jovens o reconhecem pelo ícone que é. Dois selos postais de Elvis à abertura de Graceland e à fundação da Elvis Week. Em 1982, Graceland abre ao público, cerca de 3.000 fãs são os primeiros a experimentar o lugar que o Rei do Rock'n'Roll chamou de lar. Em 1984 as vendas de vinil, fita cassete, CD e digital, 1 bilhão em todo o Mundo. Em 1986, Rock'n'Roll Hall of the Fame. Em 1987, Prêmio Mérito do American Music Awards. Em 1993, Selos postais pelo correio dos EUA, foram imprimidos 500 milhões deles, três vezes a tirarem usual para um selo comemorativo. Em 1998, licenciado no Country Music Hall of Fame. Em 2001, Presley Place em Memphis, é uma comunidade habitacional de 12 unidades, que abriga famílias sem teto, financiada pela Elvis Presley Charitable Foundation. Em 2001, Gospel Hall of Fame. Em 2002 um remix de "A Little Less Conversation", chega ao primeiro lugar nas paradas de todo o Mundo. Em 2002, BMG e RCA, lançam "Elvis Hits", estreou em 17 países. Em 2004, UK Music Hall of Fame. Em 2006, Graceland é considerado um marco histórico nacional. Em 2006, Presidente Bush, primeiro ministro Koizumi e a primeira-dama Laura Bush, visitam Graceland, falando à imprensa sobre a popularidade de Elvis. O primeiro ministro também cantou frases de canções populares de Elvis. Em 2007, mais de 75.000 pessoas descem a Memphis para a Semana Elvis, com eventos, o Concerto esgota o FedEx Forum de Memphis. Em 2011, Primeira Certificação Diamond da RCAA pelo "Elvis Christmas Álbum" de 1970. Em 2012, celebrada o 30° aniversário de abertura das suas portas de Graceland, 18 milhões de fãs indo desde 1982. Em 2012, Elvis Week, Record de público, Vigília Anual à luz de velas. Em 2012 "Experiência Elvis", à América do Sul , itens pessoais de Elvis, exibidos fora dos EUA. Em 2012 "Elvis Presley in Concert, no Brasil, 50.000 pessoas. Em 2013, fãs de todo o Mundo se reúnem no Havaí. Em 2013, Graceland é nomeada "A atração mais icônica" pelo USA Today e leitores do Best10.com. Em 2013 o SoundExchange, considerou Elvis o artista com mais transmissão digital mais frequente da última década. Elvis é oficialmente o primeiro artista a garantir 50 Top Ten Álbuns do Reino Unido. Lindo, Talentoso, Carismático, Bondoso, Humanitário, sua Estrela continua a brilhar e também capturar os corações em todo o Mundo. "We all Will be received - In Graceland - Whoa-oh-oh-oh, in Graceland, in Graceland, in Graceland - I'm going to Graceland" (Graceland - Paul Simon)(Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês, então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
Elvis Presley Young Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!                    Elvis Presley Elvis Presley Rock'n'roll

Lost in Translation Sofia Coppola Touching Film, Incredibly Funny and Painfully Sad. Bill Murray é o protagonista do filme de Sofia Coppola, ela diz que escreveu o papel especialmente para ele. Ela recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original, além do filme também ter concorrido ao Oscar. Ela evoca um filme incrivelmente engraçado, dolorosamente triste, além de muito moderno e sexy. Murray (em uma das atuações mais primorosamente controladas, ele parece existir, apenas existir, no personagem e situação criados para ele por Sofia Coppola), interpreta Bob, um ex-astro de cinema hospedado em um hotel luxuoso em Tóquio 'Hyatt Tóquio', onde está filmando um comercial de uísque japonês 'Suntory Scoth'. Na cena o diretor japonês da propaganda fala uma frase em japonês imensa, enquanto a tradutora traduz para Bob uma frase bem curta. Bob se despreza por fazer isso, ele está ciente de que o grande motivo para isso, além do dinheiro, é se livrar de um casamento que está ficando monótono, vinte e cino anos de casamento. Enquanto isso, em outra parte do hotel, Charlote (Scarlett Johansson), é uma jovem pensativa. Está casada há apenas dois anos com John, um fotógrafo famoso (Giovanni Ribisi). Jhon está em um trabalho, onde vai tirar fotos de uma banda indie da moda e Charlote concordou em vir junto para Tóquio, e se divertir o melhor que puder e também rever os amigos de ambos em Tóquio, enquanto John está trabalhando. Mas perturbada pela estranheza clamorosa dos prédios altíssimos de Tóquio, Charlote experimenta um lampejo de pânico sobre sua própria vida. O que ela está fazendo aqui? Ela sabe tanto sobre seu marido? Seu desânimo aumenta quando John e ela no saguão do hotel, encontram uma atriz americana de Hollywood "cabeça de vento", e John fica muito animado em a fotografar e saírem juntos, lembrem-se ele é famoso fotógrafo de celebridades. Charlotte é formada em Yale, em Filosofia. Durante uma conversa tensa com os amigos de John no bar, Charlotte, faz contato visual com Bob, que está bebendo até o esquecimento lá todas as noites, preservando assiduamente a integridade de seu desdém. Bob está numa crise de meia-idade. Charlotte está tentando realmente saber o que quer da vida. O sorriso de Bob é irresistível, e logo eles estão saindo, se divertindo, compartilhando uma grande piada particular na loucura do Japão, aumentando assim uma crescente ternura entre ambos. Na festa em que Charlotte leva Bob, festa Moderna e amigos japoneses bem modernos, o dono do apartamento em que está 'rolando' a festa, foi ele mesmo quem decorou o apartamento todo e também pintou, tem um que é surfista, tem outro que fala em francês com Bob, uma trilha sonora moderna de fundo, um karaokê onde cantam os melhores Pop Rock, como disse a festa é super moderna. Ambos não conseguem dormir o, "jet leg" os afeta. 'Lance Acord' o diretor de fotografia, enquadra Charlotte em uma grande janela do Hotel de 40 andares, com Tóquio remotamente ao seus pés. Ela se sente jovem, sozinha e exposta. Ele mostra Bob inescrutavelmente olhando para frente, se sente mais velho, cansado, paciente, não exposto porque tem uma noção mais segura de quem ele é. A grande aventura de Bob e Charlotte atinge um cenário adorável quando eles confessam seus medos mais pessoais um para o outro, enquanto estão deitados em uma cama, onde um dedo mínimo, dedo machucado de Charlotte, toca a lateral do pé de Bob. E quando Bob conta para ela quando seus filhos nasceram. Charlotte pergunta: "Estou presa fica, fica mais fácil"? (É sobre a vida e o casamento). Bob responde: "Sim fica mais fácil", "Quanto mais você sabe o que quer, menos as coisas aborrecem". E os dois conseguem dormir, depois de dias em claro. Charlotte diz: "Nunca mais vamos voltar aqui", "Porque nunca mais será tão divertido". Essa conexão nunca deve ser revivida além deste momento delicadamente extático. As palavras sussurradas no ouvido de Charlotte por Bob. Não podemos ouvi-las. Parece significativo e verdadeiro para ambos. Antes de se separarem para sempre. Lost in Translation é um filme delicadamente sensível, existencial, que fala sobre uma grande amizade onde duas gerações se encontram, onde um aprende com o outro. Trocando informações sobre crise existencial, vida, alegria, diversão. Você não vai conseguir desviar a atenção do filme. A fotografia é belíssima. Trilha sonora idem. Um filme tocante. Uma história de compartilhamento de amor maravilhosamente calorosa e espirituosa. Onde você vai se sentir mais leve que o ar. (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês, então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
Lost n Translation Poster Movie Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!      Lost in Trnslation  Movie Scenes        Lost in Translation Movie Scenes                                                    Lost in Translation Movie Scenes  

Stealing Beauty - Film - Bernardo Bertolucci - Delicately Eccentric Visually Beautiful - No topo de uma colina em Siena na Toscana, um grupo de estetas reunem-se para passar os dias de verão. Arte, música, culinária, bondade e natureza são os desfrutes desse ídilio, mas também trabalho; "Trabalho - a grande tradição de arte nestas colinas!" declara o escultor residente, cujas figuras enfeitam o gramado, "Não é minha melhor peça, mas é aquela pela qual eles vão lembrar de mim", diz o escritor em meio ao grupo. Após a morte de sua mãe, uma poetisa de espírito livre que visitou essas colinas italianas há 20 anos, Lucy (Liv Tyler), que também escreve poesias, voltou para casa de um artista nas colinas de Siena, Toscana, com duas coisas em mente: descobrir a identidade de seu verdadeiro pai, e ela quer perder a virgindade, o seu despertar sexual, ela tem 19 anos. A vila é ocupada por um escultor (Final McCann), que esculpe Lucy em um tronco de madeira, delineando seu queixo. Sua esposa, bondosa (Sinead Cusack) está cansada depois de 20 anos cozinhando e cuidando da casa para uma festa contínua em casa. O convidado mais interessante é um dramaturgo (Jeremy Irons), que está com problemas de saúde e atrai Lucy porque não está atrás dela e fala para Lucy: "Quem é o sortudo?". Outros convidados são, um marchand (Jean Marais), uma colunista de conselhos (Stefania Sandrelli), uma designer de jóias (Miranda Fox), um advogado do entretenimento (D W Moffett) que suspira: " Acho que seria ótimo, sabe, ficar sentado o dia todo e se expressar". E vizinhos aparecem, incluindo vários rapazes, um dos quais pode ter enviado a Lucy uma carta que ela considera romântica e poética. Cada um, aventureiro cultural, desfrutando das maravilhas da Itália. Há um descontentamento na vila, uma infelicidade que todos têm em relação ao seu destino de vida. A chegada de Lucy é novidade e frescor para todos! Mas há um propósito! É agir como uma musa, um catalisador sacudindo velhos padrões e forçando esses exilados a decidir e fazer reflexão e mudanças sobre suas vidas. Ela representa uma espécie de ideal de beleza virgem perfeita. O estilo extremamente intenso e atraente, extraordinário visualmente o gosto pelo exotismo de Bernardo Bertolucci, se estende por todo o filme, todo o filme é onírico. É uma história importante de uma jornada pessoal, algo muito delicado e lírico. Trata de três grandes temas: a sexualidade, iniciação sexual, família, encontrar sua origem paternal e arte, os dolorosos e difíceis mistérios do processo artístico. A trilha sonora é composta por música clássica, rock, blues e soul, combinado com os movimentos de passeios, descanso e dança dos personagens, o resultado é totalmente inebriante. Há uma sensação maravilhosa de leveza no ar delicado e excêntrico. Fazendo com que nos deleitemos junto com os personagens. (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog! Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
                                                        Stealing Beauty Movie                                                                                                                          Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!    Stealing Beauty Movie Scenes

Morrissey and The Smiths - Lyric Quality - Singular Lyricist - The Smiths, lançaram singles clássicos 'Hand in Glove', 'This Charming Man', What Difference Does It Make? Todos esses Álbuns compartilham aquela sensação inebriante de liberdade, expressa em uma torrente de canções que misturam idéias libertadas , emoções complexas e observação afiada. A abordagem lírica e vocal única de Morrissey foi mais do que igualada pelas melodias e arranjos de Johnny Marr. Para Morrissey, sua aparição como frontman de um grupo tão poderoso, foi um extraordinário ato de auto-reinvensão que o acompanhou pelo resto de sua vida. A alegria absoluta dessa transformação pode ser ouvida durante todo o primeiro ano dos Smiths. Morrissey levava tanto os insights quanto ressentimentos para sua arte. Quase todas as primeiras canções dos Smiths falam sobre rejeição, amizades rompidas, sexualidade frustada e a transitoriedade da conexão humana. O objetivo dos Smiths era contar uma verdade particular sobre as vidas ignoradas pela grande mídia. Morrissey escreveu sobre isso na canção 'Jeane'. Em 'Hand In Glove' do álbum ',The Smiths' (1983), o The Guardian disse que "Hand in Glove, soava como o coração de um adolescente traduzido em uma música". Os Smiths eram extremamente poderosos: uma arte total de música, letras, roupas, gráficos, atitude e visão de mundo. Pelos próximos três anos e meio, eles continuaram a produzir um fluxo constante de canções, todos os aplausos são totalmente merecidos. 'Meat is Murder' (1985), impulsionado pelo compromisso de Morrissey com o vegetarianismo. 'The Queen is Dead (1986), 'Strangeways, He We Come' (1987), 'Rank' (1988). Morrissey foi uma criança temperamental e instrospectiva. Descobrindo o amor pela poesia e pela escrita, gostava especialmente do trabalho de Oscar Wilde e Keith Waterhouse e fã de James Dean, a quem procurava imitar. Com o fim dos Smiths, Morrissey, começou sua carreira solo. Álbuns "Viva Hate" (1988), alcançou a 48° posição nas paradas americanas. 'Kill Uncle" (1991), 'Vauxhall and I' (1994), 'Maladjusted' (1997), 'You Are the Quarry' (2004) . Em 2013, Morrissey lançou sua autobiografia, que se chamou simplesmente, 'Autobiography'. Morrissey é considerado o segundo maior ícone britânico. Mistura de timidez e tons de críticas ácida e com o humor inglês. A capa de sua autobiografia reflete a imagem de si mesmo no poeta AE Houmam, que preferia a arte à hamanidade e cuja a vida ascética e espiritualmente parece ecoar em Morrissey. Seu pai o levou aos oito anos para ver "George Best" jogar em Old Trafford, ele ficou fascinado em ver tamanha arte combinada com tamanha rebeldia. Muitos anos depois, outros ficaram fascinados com sua própria mistura dos dois. Sua qualidade lírica sugere que por baixo de seu tom sarcástico enconde-se um soft romântico. Porém, anos desejando ser visto, agora passa anos desejando ser invisível. Ele prefere passar o tempo lendo Auden e James Baldwin. A solução para todos os problemas ele diz, "é a bondade da privacidade em uma sala acolhedora com livros". Um dos letristas mais singulares do rock, estilo extravagante e erudito. Altamente original com uma formidável lista de trabalho própria. Sejam escritas para os Smiths ou seus próprios álbuns solo as letras de Morrissey estão entre as mais perspicazes da música rock ... 𝄫♪♫♬ From The ice-age to the dole-age - I Have just discovered - Some girls are bigger than others - Some girls are bigger than others... (Some Girls Are Bigger Than Others - Composition Morrissey/Johnny Mar)... 𝄫♪♫♬Good times for a chance - See, the luck I've had...So please, please, please - Let me get what I want - This Time... Lord Knows It would be the first time... (Please, Please, Please Let Me Get What l Want - Composition Morrissey/Johnny Mar). (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
Morrissey today     Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!      The Smiths Band                                   

Bob Dylan One of the most influential Singers and Composers Inspired by the muses Polimnia, Erato, Euterpe and Calliope - O cantor e compositor folk-rock Bob Dylan, emergiu como uma da vozes mais originais e influentes na música popular americana. Impulsionado por influências de Elvis Presley, Jerry Lee Lewis e Little Richards e especialmente Buddy Holly, que o influenciou com country western, rock 'n' roll e rhythm and blues, três linhas distintas que ele entrelaçou e fundiu um gênero, marcando definitivamente suas influências musicais. Enquanto frequentava a Universidade de Minnesota em Minneapolis, começou a apresentar canções folclóricas e country em cafés locais. Em 1960, larga a Faculdade e muda-se para Nova York, onde o Cantor folk Woody Guthrie, seu ídolo estava hospitalizado com uma rara doença. Tornou-se frequentador assíduo de Greenwich Village; conhecendo uma série de outros músicos; e começou a escrever canções e com um ritmo surpreendente, fez 'Song to Woody', para seu herói doente. Em 1961, depois de suas apresentações, recebeu uma crítica entusiasmada do The New York Times, assinando contrato com a Columbia Records. O lançamento de 'The Freewheelin 'Bob Dylan' em 1963 o marcou como uma das vozes mais originais e poéticas da história da música popular americana. O álbum incluí as memoráveis canções folk dos anos 60, 'Blowin 'in the Wind' e 'A Hard Rain's A-Gonna Fall'. Seu próximo álbum, 'The Times They Are A-Changin', firmou Dylan como compositor de protesto nos anos 60. Uma reputação que aumentou depois de namorar, Joan Baez, ícone consagrado do movimento, em 1963. Benefiando ambos os artistas em suas carreiras musicais. Dylan escreveu alguns dos materiais mais conhecidos de Baez e Baez o apresentou a milhares de fãs por meio de seus shows. Em 1964 Dylan fazia 200 concertos por ano, mas cansou de seu papel de cantor e compositor de protesto. 'Another Side of Bob Dylan' (1964), era uma coleção de canções mais instrospectivas e pessoais. Em 1965 grava o álbum meio acústico e meio elétrico 'Bringing It All Back Home', onde tem 'Mr. Tamborine Man', regravado por The Byrds, David Crosby, disse: "Quando ele veio ao estúdio onde estávamos ensaiando e nos ouviu tocar a música, ficou extasiado. Acho que ouvir nossa versão foi parte do que fez Dylan se voltar para o rock". Na sequência os álbuns, 'Highway 61 Revisited', que incluíam a canção de rock seminal "Like a Rolling Stone" - e o conjunto de dois discos 'Blonde on Blonde' (1966), representam Dylan em sua forma mais inovadora. Com sua voz inconfundível e letras inesquecíveis, Dylan trouxe o mundo da música e da literatura juntos como ninguém. Álbuns 'John Wesley Harding' (1967) - incluindo 'All Along the Watchtower', posteriormente gravado pelo grande guitarrista Jimi Hendrix - e o country 'Nashville Skyline' (1969), foram mais suaves que seus trabalhos anteriores. 'Self-Portrait' (1970) e 'Tarantula', uma coleção de escritos publicada em 1971. Em 1973, Dylan apareceu em 'Pat Garrett e Billy The Kid', filme de Sam Peckinpah, também escrevendo a trilha sonora, tornando-se um sucesso e incluía a canção agora clássica, "Knockin 'on Heaven's Door". Em 1974, mais uma turnê, gravando um álbum com sua banda, 'The Band', "Planet Waves", tornando-se seu primeiro álbum número 1 de todos os tempos. Seguiu esses sucessos com o célebre álbum 'Blood on the Tracks and Desire' (1976), alcançando o primeiro lugar também. 'Desire', incluí a música "Hurricane", escrita por Dylan, sobre o boxeador, Rubin 'Hurricane' Carter, cumprindo prisão perpétua por duplo homicídio em 1967, que muitos consideravam condenação injusta. A canção 'Sara' em 'Desire', tentativa mal secedida de reaver a separação com sua esposa Sara Lowndes. Em 1979 se declarou um cristão resnascido, Dylan era judeu. Compondo 'The Evangelical' "Slow Train Comming", sucesso comercial que deu a Dylan seu primeiro prêmio Grammy. Suas inclinações religiosas tornaram-se menos evidentemente em sua música. Em 1982 ele foi introduzido no Songwriters Hall of Fame. Na década de 80, Dylan fez turnês em tempo integral, às vezes com lendas, como; Tom Petty, Heartbreakers, Grateful Dead. Álbuns notáveis nesse período, 'Infidels' (1983), retrospectiva de cinco discos, 'Biograph', 'Knocked Out Loaded'; e 'Oh Mercy', que se tornou o álbum mais bem recebido em anos. Gravou dois álbuns com a banda Travelling Willburys, com George Harrison, com Roy Orbinson, Tom Petty e Jeff Lynne. Em 94, voltou às raízes folk, ganhando o prêmio Grammy de Melhor Álbum Folclórico Tradicional por 'World Gone Wrong'. Em 89, introduzido no Rock & Roll Hall of Fame. Em 97, o primeiro astro do rock a receber o Kennedy Center Honors, considerado o maior prêmio do país por excelência artística. O álbum de 97, 'Times Out of Mind', ganhou três prêmios Grammy. Continuou suas turnês, incluindo performance para o Papa João Paulo ll, tocando "Knockin'on Heaven's Door". Em 99, uma turnê com Paul Simon. Em 2000, gravou o single 'Things Have Changed' para trilha sonora do filme, Wonder Boys. A canção rendeu um Globo de Ouro e um Oscar de Melhor Canção Original. Dylan então tirou um tempo da música para contar a história de sua vida. Lançando 'Chronicles: Volume One', o primeiro de uma série de três livros, em 2004. Dylan deu sua primeira entrevista completa em anos para um documentário em 2005. 'No Direction Home: Bob Dylan', dirigido por Martin Scorsese. Em 2006, álbum 'Modern Times', alcançando o topo das paradas. Mistura de blues, country e folk, elogiado por sua riqueza sonora e imagética, lúdica e inteligente. Continuou a fazer turnês ao longo do Século 21 e lançou o álbum 'Together Through Life' em 2009. Em 2010, o álbum 'The Witmark Demos', seguido por um novo box intitulado 'Bob Dylan: The Original Mono Recordings'. Além disso, ele exibiu 40 de suas pinturas originais para uma mostra individual na Galeria da Dinamarca. Em 2011, lançou um álbum ao vivo, 'Bob Dylan in Concert - Brandeis University 1963'. Em 2012, álbum de estúdio, 'Tempest, Shadows in The Night', seguido por um álbum de covers de padrões americanos em 2015. Em 2016, 'Fallen Angels', seu 37o albúm de estúdio, com canções clássicas do Great American Sondbook. Em 2017, continuou a celebrar os clássicos com álbum de três discos 'Triplicate', apresentando 30 padrões americanos, "Stormy Wether", "As Time Goes By", "The Best Is Yet To Come". Além de ganhar o Grammy, a Academia e o Globo de Ouro recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade do presidente Barack Obama em 2012. Em 2016, o lendário cantor e compositor também recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, pela primeira vez a homenagem foi concedida a um músico. Ele se tornou o primeiro americano a receber a homenagem desde o romancista Toni Morrison em 1993, e foi elogiado pela Academia Sueca "por ter criado novas expressões poéticas dentro da grande tradição da canção americana". Dylan voltou às notícias em 2017, com o box 'Trouble No More' - ' The Bootleg Series Vol. 13/1979-1981. Foi anunciado que seu antigo estúdio de gravação no Greenwich Village de Manhattan estava sendo reaberto como um prédio de apartamentos de luxo, com lofts disponíveis por um mínimo de $ 12.500 por mês. Não muito depois, a porta de seu quarto no famoso Chelsea Hotel foi vendida em um leilão por US $ 100.000. Em 2018, Dylan foi um dos artistas apresentados no EP Universal Love: Wedding Songs Reimagined. Lançou uma marca de uísque chamada 'Heaven's Door Spirits'. Em 2019, lançamento de outro material pouco ouvido com Bob Dylan apresentando Johnny Cash - 'Travelin 'Thru, 1967-1969: The Bootleg Series Vol.15. Dylan deu aos fãs uma agradável surpresa em 2020, uma música de 17 minutos, 'Murder Most Foul', sobre o assassino de John F. Kennedy, ele apenas disse que foi 'gravada há um tempo'. Quando não está fazendo música, Dylan explora seu talento como artista visual. Suas pinturas aparecem nas capas de seus álbuns 'Self Postrait' (1970) e 'Planet Waves' (1974), e já publicou diversos livros e desenhos, bem como expôs ao redor do mundo. Bob Dylan, cita livros específicos, que lhe deram uma maneira de ver a vida, uma compreensão da natureza humana e um padrão para medir as coisas. Diz que levou isso com ele quando começou a compor as letras. E os temas desses livros trabalharam em muitas de suas canções, seja intencionalmente ou não. Diz que queria escrever músicas diferentes de tudo que alguém já ouviu, e os temas eram fundamentais.Os livros são; Moby Dick, All Quiet on the Western Front e The Odyssey. Sobre 'All Quiet on the Western', ele diz que nunca mais quis ler outro romance de guerra, pois já tinha entendido tudo com esse. Sobre Moby Dick, diz "Quando Melville reuniu todo o seu antigo testamento, referências bíblicas, teorias científicas, doutrinas protestantes e todo aquele conhecimento do mar e dos navios à vela e das baleias em uma história, ele não teria se preocupado com o que isso significa. Se uma música comove você, isso é o que importa. Escrevi todos tipos de coisas em minhas músicas e não vou me preocupar com o que isso significa (como Melville)". Também citou John Donne, o poeta-sacerdote que viveu na época de Shakespeare, citando "John Donne: "Os Sestos e Abidos de seus seios. Não de dois amantes, mas de dois amores, os ninhos". O influenciando nas canções e composições de amor. Dylan disse: "Eu não sei o que isso significa, mas é bom e você quer que suas músicas soem bem". Sobre ' The Odyssey', ele diz; "Quando Odisseu visita Aquiles no submundo - Aquiles que trocou uma vida cheia de paz e contentamento por uma curta cheia de honra e glória. Diz a Odisseu que tudo foi um erro. "Eu acabei de morrer, só isso". Não houve honra. Sem imortalidade. E que se pudesse, ele escolheria voltar e ser um escravo humilde de um fazendeiro arrendatário na Terra ao invés de ser o que ele é - um rei na terra dos mortos. É isso que as músicas também são. Nossas canções estão vivas na terra dos vivos. Mas as canções são diferentes da literatura. Elas são feitas para serem cantadas, não lidas. Volto mais uma vez para 'Homer' que diz: "Cante em mim, ó musa, e através de mim conte a história". Grande trovador contemporâneo e um dos homens mais sábios do rock, mereceu o "Nobel Prize for Literature". (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês então role a página e é só ler os artigos) & (Se gostou dos artigos e quiser ser avisado quando posto novo artigo, cadastre seu e-mail acima em Sign Up e o Mailchimp avisará automaticamente para você quando posto novo artigo) & (Conheça minhas Pinturas no Instagram Clique no link abaixo)

Imagem
Instagram                Bob Dylan today      Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thank                                                                          

Eyes Wide Shut Stanley Kubrick Movie-Fractal Puzzle- Stanley Kubrick, começou como fotógrafo de uma revista de Nova York, 'Look'. Isto explica muito o enquadramento perfeito e a fotografia deslumbrante de seus filmes e a experiência visual e sensorial que sentimos. Considerado por muitos um dos maiores cineastas. Reputavelmente obsessivo e meticuloso, ele supervisionou com toda atenção aos detalhes, todos os aspectos de seus filmes. Perfeccionista, ele comandava o controle total de seus filmes, até a seleção dos livros e jornais que apareciam na tela de fundo. Suas Obras possui uma nitidez visual e auditiva, um uso exigente de trabalho de câmera, enquadramento, iluminação, posicionamento, efeitos especiais, música etc. Suas narrativas de desdobram subvertem as convenções de narrativa tradicional cinematográfica, deixando o público perplexo. Os filmes de Kubrick são desafiadores, porque ele conta uma história de uma maneira que não estamos acostumados. Mestre da sutileza narrativa. Kubrick foi jogador de xadrez por toda a vida. Em Eyes Wide Shut, em cada trajetória de exploração ele revela detalhes e camadas inesperadas de significado, orquestrações estratégicas dentro de um labirinto de sonho. Filme extraordinário dentro de seu amplo escopo de temas e assuntos. Sexo é de fato o foco do filme, mas são significativos as alusões a classe, a elite dominante do mundo e poderosas sociedades secretas. Também alusões que se estendem pela literatura, música, ópera, mitologia, religião, política, história, etimologia, cinema. Kubrick, faleceu 5 dias depois de enviar a versão final para a Warner Bros. Este foi o último filme do Mestre. O filme Eyes Wide Shut, foi adaptado de Traumnovelle, que traduzido do alemão significa Dream Story, de Arthur Schnitzler, Áustria, 1926, ambientado em Viena. Kubrick, atualizou para o Contemporâneo. Tom Cruise, interpreta Bill Hartford (Dr Bill, referência a uma nota de dólar), um abastado médico nova-iorquino com uma clientela elegante da alta sociedade e um magnífico apartamento no Central Park West, casado e feliz com a bela Alice (referência a Alice no "País das Maravilhas" um conto de fadas sobre uma garota privilegiada que está entediada com sua vida e que “atravessa o espelho” para terminar no País das Maravilhas"), (Nicole Kidman), ex-diretora de galeria de arte, agora dona de casa, e cuida de sua filha. Incomodados um com o outro pelo comportamento de flerte de ambos, numa bela festa oferecida por um paciente da elite, Victor Ziegler (Sidney Pollack), e por consumo de champanhe e cannabis sativa, em casa, tem uma briga furiosa em que Alice desafiadoramente confessa seus pensamentos lascivos por um Oficial da marinha em seu passado. Durante a festa, Bill e Alice seguem caminhos separados. Alice conhece um homem chamado Sandor Szavost, húngaro, que lhe pergunta sobre a Arte do Amor de Ovídio. Série de Livros, escrito durante os tempos da Roma Antiga. O primeiro livro começa com uma invocação a Vênus - o planeta associado a deusa de juventude eterna, deusa da beleza, da fertilidade e do amor físico (sexo). A estrela de Vênus ou Ishtar, aparece diversas vezes no filme, e na casa e Victor Ziegler, onde se passa a festa. E Bill está conversando com duas modelos que flertam com ele e que lhe dizem que querem levá-lo “onde acaba o arco-íris"... Com ciúmes, Bill então sai para uma odisséia noturna, em busca de aventuras extraconjugais, nunca realizadas, passando por inúmeras provações, indo parar inclusive numa sociedade secreta, sem ser convidado, invadindo, onde presencia cenas que não deveria ser profanada e pública, numa luxuosa casa em Long Island. Como ele nunca foi iniciado naquela sociedade secreta, Bill nem mesmo deveria saber que ela existia, muito menos testemunhar uma de suas “reuniões”. Então, como ele descobriu sobre isso? Bem, um passarinho disse a ele. Nick Nightingale. Em um ponto durante sua estranha noite fora, Bill conhece seu velho amigo Nick Nightingale, que estudou medicina com ele, mas não formou-se, em um café jazz. O pianista profissional revela a Bill que às vezes é contratado por pessoas misteriosas para tocar, com os olhos vendados, em festas misteriosas repletas de mulheres bonitas. Esta informação atiça e intriga Bill porque, desde a conversa com sua esposa, ele parece estar procurando algum tipo de ... experiência. Nick acaba cometendo um grande erro e concorda em fornecer a Bill todas as informações necessárias para acessar o local. Um rouxinol é o tipo de pássaro conhecido por cantar à noite, assim como Nick Nightingale “canta” informações secretas no início da odisséia de Bill. A senha para entrar no ritual é “Fidelio”, que significa “fidelidade”, tema principal do filme. Mais importante, como Nightingale aponta, “Fidelio” é o nome de uma ópera escrita por Beethoven... Depois de obter os detalhes de Nightingale, Bill aluga uma fantasia em uma loja chamada “Rainbow”... e então segue para Somerton, a propriedade onde a festa está sendo realizada. O local selecionado para filmar as cenas externas é Mentmore Towers foi construído no século 19 como uma casa de campo para um membro da família de elite mais proeminente e poderosa do mundo: os Rothschilds. As cenas internas da festa foram filmadas no Elveden Hall, uma casa particular no Reino Unido projetada para se parecer com um palácio indiano. Quando as "festividades" começam, uma canção Tamil chamada "Migração" toca ao fundo, acrescentando à atmosfera do Sul da Ásia (a versão original da canção continha uma recitação real das escrituras do Bhagavad Gita, mas o canto foi removido na versão final do filme). Essa peculiar atmosfera indiana, combinada com as cenas testemunhadas por Bill enquanto ele caminha pela casa, aponta para a parte mais importante... A jornada de Bill como um todo tem seu significado... As últimas linhas do filme concluem e definem a jornada de Bill. Depois de correr por Nova York e ficar excitado com todo tipo de situações, Bill fica cara a cara com sua esposa e fala sobre como ele está “acordado” agora. Com sua “força vital” totalmente carregada. Alice termina o filme completando com uma frase... O simbolismo meticuloso e as imagens de todas as Obras de Stanley Kubrick, muitas vezes comunicam outra dimensão de significado - que transcende. Para homenagear a contribuição de Stanley Kubrick para o cinema de ficção científica, a maior cordilheira da lua de Plutão, Caronte, foi batizada de "Kubrick Mons" em abril de 2018. Tem um Significado Mitológico. Mas a etimologia de 'Caronte' vem do grego, significando 'olhar aguçado' e 'feroz', 'relampejante', ou 'olhos febris'. Eyes Wide Shut é um quebra-cabeça fractal de dimensões infinitas. Kubrick nos apresenta o teatro mítico. Assistam a última Obra, realizada pelo Mestre Stanley Kubrick. (Se quiser ler meus Artigos de 2020, clique acima em ARQUIVOS) & (Se gostou dos meus Artigos Cadastre seu E-mail acima em "Sign Up" o Mailchimp enviará automaticamente meus Novos Artigos para seu E-mail Cadastrado)

Imagem
Poster Eyes Wide Shut - Syanley Kubrick     Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thank Scenes from the Movie Eyes Wide Shut - Stanley Kubrick Scenes from the Movie Eyes Wide Shut - Stanley Kubrick Scenes from the Movie Eyes Wide Shut - Stanley Kubrick

Bryan Ferry and Roxy Music Refined Rock Art - Bryan Ferry studied Arts at Newcastle University .Ele se interessa muito por pop arte e arte contemporânea, uns de seus professores foram Richard Hamilton e Mark Lancaster, um serigrafista de Andy Warhol. Paralelamente, às aulas da Faculdade, integrou um grupo de rock amador marcado pelo rhythm'n blues os 'Banshes'. Em seguida, em seu segundo grupo, 'The Gás Board', conheceu o baixista Graham Simpson, com quem formou o Roxy Music. Formado pelo saxofonista Andy MacKay, o sintetista Brian Eno, o baterista Paul Thompson e o guitarrista Phil Manzanera. Roxy Music, oferecia um pop elegante e refinado do qual Bryan Ferry foi um dos principais compositor. O grupo conhecido pela combinação de experimentalismo e sofisticação, pelo lirismo contido nas letras, temas instrumentais virtuosos e produção visual exuberante, tinha um fascínio por moda, glamour, cinema, por art e a vanguarda, que separava a banda de seus contemporâneos. Faziam Art Rock, que oscilou entre rock de vanguarda e os ganchos pop elegantes. O grupo conseguiu criar um verdadeiro público e iniciou o movimento Glam, influência significativa para o movimento punk, forneceu um modelo para grupos de New Wave, Duran Duran, influência direta. Depois de dois primeiros álbuns: "Roxy Music" e "For Your Pleasure", o grupo desfrutou de popularidade significativa no Reino Unido. Desentendimentos Musicais, (pois cada um tinha influências diferentes e gostavam de Bandas diferentes), entre Bryan Ferry e Brian Eno. Faz com que Bryan Ferry, deixe outros músicos cuidarem da composição das canções. Nos Estados Unidos, os sucessos mais conhecidos do Roxy Music, são "Love is a Drug", "Avalon" e "More Than This" Isso permite que ele embarque em uma carreira solo. Oportunidade de Bryan Ferry lançar vários álbuns de covers, músicas dos Rolling Stones e dos Beatles ("These Foolish Things", "Another Time Another Place"). Enquanto Roxy Music perseguia sua carreira arduamente, ele continuou a produzir álbuns e, ao contrário de muitos artistas, foi dez anos depois que o intérprete e compositor obteve seu maior sucesso. Após a separação do grupo. Lançou "Boys And Girls" e Bête Noire". Álbuns todos com suas composições. Seus maiores sucessos "Don't Stop The Dance", "Kiss and Tell", que foi destaque no filme 'Bright Lights, Big City'. Se conecta com Brian Eno e colabora com o álbum "Mamouna". Trabalhou num projeto de covers da década de 1930, e novas composições, "As Time Goes By", álbum indicado ao prêmio Grammy. Se juntou aos integrantes do Roxy Music e fez uma turnê pela Europa e Estados Unidos em 2001. Lançou um álbum cover de Bob Dylan "Dylanesque" em 2007. Ele tem uma versão incomparável de 'Jealous Guy' de John Lennon, Ferry é visto como um mestre da arte. Em 2010, reuniu novamente os integrantes do Roxy Music e lançou o álbum "Olympia", batizado em homenagem ao centro de exposições ao oeste de Londres, perto de onde fica seu estúdio, esse com Kate Moss, na Capa do Álbum, a pose dela foi inspirada no quadro de Èdourard Manet, Olympia. Em 2014, lançou o álbum "Avonmore". Lançou em 2018 o álbum "Bitter Sweet", feito depois de Ferry ter participado da série "Babylon Berlim" (um drama de época alemão baseado nos livros de Volker Kutcher, ambientados na década de 1920), no álbum ele traz um toque de modernidade, uma maneira nova e emocionante ao ragtime, blues e jazz em suas famosas faixas de Bryan Ferry e Roxy Music, é quase como se estivéssemos ouvindo pela primeira vez. E já tinha feito um álbum anterior "The Jazz Age", então o diretor Baz Lurhmann, ouvindo o álbum, contatou Ferry, para gravar algumas músicas para o filme 'The Great Gatsby', capturando todo glamour e desleixo dos loucos anos 20. As capas dos Discos, 'todas com lindas modelos, todas tiveram relacionamento com Bryan Ferry', e muitas outras modelos e socielites. Homem charmoso e cavalheiro. Diferentes das capas da época. Bryan Ferry no Álbum de estréia, "Roxy Music", colocou uma foto pinup da Modelo Kari-Ann Muller, feita pelo fotógrafo Karl Stoecker. A modelo francesa Amanda Lear, foi a musa de Ferry e de 'Salvador Dali', 'uma mulher "pantera" segurando uma pantera saindo de um carro', no álbum "For Your Pleasure", a capa futurista, neo-noir e de alta moda foi fotografada novamente por Stoecker. No álbum "Stranded", Ferry procurou Marilyn Coles, playmate da 'Playboy', fotografada por Stoecker. No álbum, "Country Life", as modelos Constanze Karoline e Eveline Grunwald, garotas que conheceu num bar ele e o fotógrafo Eric Bomam as convidou para posar na capa e elas concordaram, posam em lingeries, referências de uma revista britânica de estilo sofisticado, misturado com um caso verídico, de uma modelo que se envolveu com um político, à época. A capa foi censurada, na Holanda e Estados Unidos, reeditado depois, com outra capa para os respectivos países. A capa do álbum "Siren", é a supermodelo Jerry Hall rastejando pelas rochas de uma ilha grega, uma coroa de ouro sob sua longa juba loira, recriando-a como a sereia, atraindo marinheiros até a morte. Fotografia com filtro azul por Graham Hughes, Antony Price pintou o corpo, as unhas compridas e pontudas de azul, adornando os tornozelos com nadadeiras azuis. Inspirado em 'Dorma da Marvel Comics', uma aristocrata azul do mundo subaquático dos quadrinhos, 'Namor, o Submarino'. Sua presença na Capa, lhe levou à fama, pois à época, estava começando a modelar. Foi durante essa filmagem que Hall se apaixonou por Ferry. Ficaram noivos em poucos meses, mas Hall logo o deixaria por Mick Jagger. No álbum "Manifesto", apresentou um sarau de manequins masculinos e femininos, e duas modelos vivas escondidas no meio da multidão. No álbum "Flesh and Blood", três belas mulheres, referenciadas com uma estatura poderosa. O mesmo vale para capa do álbum "Avalon", que apresenta a futura esposa de Ferry, a modelo socialite Lucy Halmore 'seu pai Patrick Helmore rico agente e segurador do Lloyd'. Em uma pose descendente da lenda arturiana, ela enfrenta o nascer do sol, capacete com chifres e falcão pronto como se estivesse visitando o Avalon de Arthur ela mesma,em frente a um lago na Costa Oeste da Irlanda, numa propriedade da família de Helmore. Também foi inspirado na obra da pintura pré-rafaelita do período vitoriano. Bryan Ferry disse sobre a capa: "Uma rainha guerreira celta, olhando para Avalon. Ela carrega no pulso um Merlin - a ave de rapina preferida dos senhores favoritos". Um único lançamento do álbum 'More Than This', trazia na capa da foto um detalhe da pintura dolorosamente melancólica de Dante Gabriel Rossetti de 1872, 'Veronica Veronese' - mantendo assim o alto romantismo da obra vitoriana da obra de arte geral de "Avalon". 'Avalon' é um álbum incaselmente lindo, um álbum que envolve o ouvinte em seu próprio mundo encantado - sobre o desejo de descanso. Foi musa inspiradora para várias canções de Bryan Ferry, assim como Jerry Hall e Amanda Lear. Roxy Music é uma Banda pós-moderna. Bryan Ferry é um dos grandes estilistas do Rock. Com muita Classe. Sempre deixou claro que sua visão de arte e moda, integraria o pacote musical criado por si próprio. Incorporou uma elegância e um estilo marcante ao show de seu grupo e as seus shows solo, e também trouxe esse refinamento às capas de seus álbuns. Em termos musicais, o som de Bryan Ferry se caracteriza por um mergulho criativo e personalizado nos universos do Glam rock, Black Music Americana em suas vertentes (Soul,Jazz, Disco Music, Funk) e do Pop, com um bom gosto simplesmente absurdo. Lirismo nas Letras. David Bowie disse que ele era um de seus compositores favoritos e o descreveu como um dos melhores compositores da música britânica.Tudo pontuado por sua voz de crooner, explorada com uma classe e uma categoria reservada a pousos cantores da história do Pop. É a prova de que a música pop pode ser uma forma de arte sofisticada. Além de ter sido o Inglês mais bem vestido do final do Século XX. Todas as Revistas de Moda, falam o mesmo. Seu nome é sinônimo de Cool. Capaz de nos proporcionar sons climáticos, envolventes e nos quais o ouvinte é levado a viagens deliciosas pelos meandros do amor, da paixão e dos estados elevados da alma. Mergulhe na Obra de Mr Ferry. Bom gosto para nossos olhos e ouvidos. (Clique em INSCREVA-SE acima e se increva para receber meus Novos Artigos) & (Se quiser ler meus Artigos de 2020, clique acima em ARQUIVOS) - (Conheça minhas Pinturas no Instagram, clique no link abaixo)

Imagem
Instagram Bryan Ferry Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 Bryan Ferry Olympia Album by Roxy Music Kate Moss on the cover Clockwise Albums; Roxy Music, For Your Pleasure with Amanda Lear on the cover, Stranded, Country Life, Siren with Jerry Hall on the cover, Manifesto, Flesh and Blood and Avalon with Lucy Halmore on the cover.

Punk A philosophy an Artistic Movement Cultural Expression a Way of Being - A música foi apenas uma faceta da identidade punk. É mais do que um som, é toda uma maneira de ser - uma filosofia, uma atitude e, o que é crucial, um olhar. O punk nasceu como um movimento artístico. Foi uma expressão cultural de angústia, emoção e volume. Pessoas cansadas dos problemas do dia sendo encobertos. Eles sentiam-se cansados do comercialismo do mundo, queriam trazer sua sociedade de volta à realidade humana real e crua por meio da moda, dos estilos de cabelo e da música. O punk respondeu ao realismo corajoso da política e das culturas socioeconômicas da época. O estilo punk se levantou contra o capitalismo, o conformismo e "o estabelecimento". Assim bases sonoras do punk foram estabelecidas na cidade de Nova York, primórdios do estilo punk: Lou Reed, Ramones, Suicide e New York Dolls, Iggy and Stoogs, limpando o psicodélico, deixando-o mais puro. Enquanto Led Zeppelin e os Rolling Stones, enchiam arenas com trajes elaborados de veludo e lantejoulas, os novos rebeldes preferiam camisetas e Levi's. Saiam da cena Glam e, 50% das pessoas estavam envolvidas no que viria a ser conhecido como a cena punk. Vestiam-se em brechós, dos pés à cabeça. Os Dolls usavam jaquetas Levi's que eram pequenas. Em meados de 70 os Ramones criaram um uniforme, jeans 505 rasgados da Levi's, desgastados pelo uso, e jaquetas de couro pretas. Television, o guitarrista Richard Hell, foi um dos primeiros a usar o cabelo spiked e camisetas rasgadas presas por alfinetes, e Blondie, Debby Harry, pioneira em Levi's e peças de grife, tudo garimpado em brechós. E outros grupos que frequentavam o CBGB. Eles não tinham dinheiro. A Levi's rasgadas de Joey Ramone eram de uso, a jaqueta de couro de Dee Dee Ramone, os pulsos estavam puídos. Eles não estavam na moda. Na época era vergonhoso andar, assim. E os Ramones disseram, é isso que somos. Quando começaram a chama-los de punk, a revolução já havia se espalhado pelo globo. E com a música dos Ramones, "Sheena is a punker rocker", foi a primeira vez, que a gíria, foi usada como um conceito. E se ampliou. Malcolm Maclaren gerenciou o New York Dolls antes de retornar a Londres, onde ele e sua parceira Vivianne Westwood, fizeram uma boutique chamada Sex. Inspirado no que viu em Nova York, combinou a ousadia exagerada do Dolls com o estilo descontraído de Richard Hell, do Television, para criar com um toque britânico por excelência a moda punk e chamou seus novos clientes de, Sex Pistols, para promovê-la. Mc Laren, emulou o visual e deu um toque mais especial à cor do cabelo e deu mais estilo a ele. Ao mesmo tempo, outros punks londrinos como X-Ray-Spex - liderados por Poly Styrene - agarran-se a filosofia DIY (Do It Yourself) do movimento e começaram a usar ítens básicos, jeans e jaquetas de couro como telas em branco para decorar com alfinetes, tinta e pontas.O Reino Unido estava em uma época de conflito aberto e desconforto. Seguem The Clash, The Damned, Generation X, todos inconformitas. Todos vestiam-se todos os dias se expressando como um artista. Você poderia ser um Artista que se expressou visualmente da cabeça aos pés no palco, ou não, você poderia ser um fotógrafo, um artista gráfico, plástico, um fã ou qualquer outra coisa. Muito tempo depois... O impacto do punk veio após o sucesso do Nirvana, coincidindo com a ascensão da geração X, uma nova geração insatisfeita. Quarenta anos após o início do punk, a música continua a reverberar, nos movimentos indie e alternativo que o punk inspirou. Na moda, sua influência se espalhou ainda mais. Você pode ver um pouco da simplicidade enraizada na geração X, no uniforme Indie rock de jeans e camisetas, e a influência contínua da visão de McLaren e Westwood nas jaquetas completamente personalizadas que se tornaram "rigueur" para estrelas do rap. O legado mais duradouro do estilo punk, não pode ser reduzido só a roupas e cabelos. É mais sobre a idéia de ser autêntico, que se você fizer suas próprias coisas "DIY", e se vestir do seu jeito, ter novas idéias, pensar filosoficamente e ter atitude, você pode fazer o mundo mudar ao seu redor. O punk é um camaleão que muda para se adequar às necessidades de qualquer um que o Abraça. Era baseado na autenticidade. Também em questões sociopolíticas .O punk vai além de qualquer diretrizes pré-definidas. Passou a representar uma gama de ideologias e conceitos culturais. Emergiu como uma veia que percorre todo o mundo moderno, da política à arte e cultura. Afeta a pessoas em todo o Mundo, mudando a maneira como pensamos e sentimos. Não há definição única, mas temos idéias de imagens que são inerentemente punk. Se você reivindicar uma declaração ou se levanta contra "o estabelecimento", "status quo', é autêntico ou busca ser, tenta entender a essência de tudo. Então parabéns você é punk. E... em 3 acordes...vamos lá...; One, two, three, go!..."Well New York City really has It all - Oh yeah, oh yeah - Sheena is a punk rocker - Sheena is punker rocker - Sheena is a punker rocker now." 'Ramones'. (Clique em INSCREVA-SE acima para receber meus Novos Artigos) & (Se quiser ler meus Artigos de 2020, clique acima em ARQUIVOS) & (Se quiser conhecer minhas PINTURAS, veja no Instagram e por favor clique no link abaixo).

Imagem
< a href="https://Instagram.com/denasl1234">Instagram London Punks between 1978 and 1980   Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!           London Punks between 1978 and 1980  Ramones 1977 One of the precursor bans of Punk Blondie 1977 Debby Harry pioneered Levi's and designer pieces, (Thrift Stores), in Punk