Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2021

Lost in Translation Sofia Coppola Touching Film, Incredibly Funny and Painfully Sad. Bill Murray é o protagonista do filme de Sofia Coppola, ela diz que escreveu o papel especialmente para ele. Ela recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original, além do filme também ter concorrido ao Oscar. Ela evoca um filme incrivelmente engraçado, dolorosamente triste, além de muito moderno e sexy. Murray (em uma das atuações mais primorosamente controladas, ele parece existir, apenas existir, no personagem e situação criados para ele por Sofia Coppola), interpreta Bob, um ex-astro de cinema hospedado em um hotel luxuoso em Tóquio 'Hyatt Tóquio', onde está filmando um comercial de uísque japonês 'Suntory Scoth'. Na cena o diretor japonês da propaganda fala uma frase em japonês imensa, enquanto a tradutora traduz para Bob uma frase bem curta. Bob se despreza por fazer isso, ele está ciente de que o grande motivo para isso, além do dinheiro, é se livrar de um casamento que está ficando monótono, vinte e cino anos de casamento. Enquanto isso, em outra parte do hotel, Charlote (Scarlett Johansson), é uma jovem pensativa. Está casada há apenas dois anos com John, um fotógrafo famoso (Giovanni Ribisi). Jhon está em um trabalho, onde vai tirar fotos de uma banda indie da moda e Charlote concordou em vir junto para Tóquio, e se divertir o melhor que puder e também rever os amigos de ambos em Tóquio, enquanto John está trabalhando. Mas perturbada pela estranheza clamorosa dos prédios altíssimos de Tóquio, Charlote experimenta um lampejo de pânico sobre sua própria vida. O que ela está fazendo aqui? Ela sabe tanto sobre seu marido? Seu desânimo aumenta quando John e ela no saguão do hotel, encontram uma atriz americana de Hollywood "cabeça de vento", e John fica muito animado em a fotografar e saírem juntos, lembrem-se ele é famoso fotógrafo de celebridades. Charlotte é formada em Yale, em Filosofia. Durante uma conversa tensa com os amigos de John no bar, Charlotte, faz contato visual com Bob, que está bebendo até o esquecimento lá todas as noites, preservando assiduamente a integridade de seu desdém. Bob está numa crise de meia-idade. Charlotte está tentando realmente saber o que quer da vida. O sorriso de Bob é irresistível, e logo eles estão saindo, se divertindo, compartilhando uma grande piada particular na loucura do Japão, aumentando assim uma crescente ternura entre ambos. Na festa em que Charlotte leva Bob, festa Moderna e amigos japoneses bem modernos, o dono do apartamento em que está 'rolando' a festa, foi ele mesmo quem decorou o apartamento todo e também pintou, tem um que é surfista, tem outro que fala em francês com Bob, uma trilha sonora moderna de fundo, um karaokê onde cantam os melhores Pop Rock, como disse a festa é super moderna. Ambos não conseguem dormir o, "jet leg" os afeta. 'Lance Acord' o diretor de fotografia, enquadra Charlotte em uma grande janela do Hotel de 40 andares, com Tóquio remotamente ao seus pés. Ela se sente jovem, sozinha e exposta. Ele mostra Bob inescrutavelmente olhando para frente, se sente mais velho, cansado, paciente, não exposto porque tem uma noção mais segura de quem ele é. A grande aventura de Bob e Charlotte atinge um cenário adorável quando eles confessam seus medos mais pessoais um para o outro, enquanto estão deitados em uma cama, onde um dedo mínimo, dedo machucado de Charlotte, toca a lateral do pé de Bob. E quando Bob conta para ela quando seus filhos nasceram. Charlotte pergunta: "Estou presa fica, fica mais fácil"? (É sobre a vida e o casamento). Bob responde: "Sim fica mais fácil", "Quanto mais você sabe o que quer, menos as coisas aborrecem". E os dois conseguem dormir, depois de dias em claro. Charlotte diz: "Nunca mais vamos voltar aqui", "Porque nunca mais será tão divertido". Essa conexão nunca deve ser revivida além deste momento delicadamente extático. As palavras sussurradas no ouvido de Charlotte por Bob. Não podemos ouvi-las. Parece significativo e verdadeiro para ambos. Antes de se separarem para sempre. Lost in Translation é um filme delicadamente sensível, existencial, que fala sobre uma grande amizade onde duas gerações se encontram, onde um aprende com o outro. Trocando informações sobre crise existencial, vida, alegria, diversão. Você não vai conseguir desviar a atenção do filme. A fotografia é belíssima. Trilha sonora idem. Um filme tocante. Uma história de compartilhamento de amor maravilhosamente calorosa e espirituosa. Onde você vai se sentir mais leve que o ar. (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês, então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
Lost n Translation Poster Movie Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!      Lost in Trnslation  Movie Scenes        Lost in Translation Movie Scenes                                                    Lost in Translation Movie Scenes  

Stealing Beauty - Film - Bernardo Bertolucci - Delicately Eccentric Visually Beautiful - No topo de uma colina em Siena na Toscana, um grupo de estetas reunem-se para passar os dias de verão. Arte, música, culinária, bondade e natureza são os desfrutes desse ídilio, mas também trabalho; "Trabalho - a grande tradição de arte nestas colinas!" declara o escultor residente, cujas figuras enfeitam o gramado, "Não é minha melhor peça, mas é aquela pela qual eles vão lembrar de mim", diz o escritor em meio ao grupo. Após a morte de sua mãe, uma poetisa de espírito livre que visitou essas colinas italianas há 20 anos, Lucy (Liv Tyler), que também escreve poesias, voltou para casa de um artista nas colinas de Siena, Toscana, com duas coisas em mente: descobrir a identidade de seu verdadeiro pai, e ela quer perder a virgindade, o seu despertar sexual, ela tem 19 anos. A vila é ocupada por um escultor (Final McCann), que esculpe Lucy em um tronco de madeira, delineando seu queixo. Sua esposa, bondosa (Sinead Cusack) está cansada depois de 20 anos cozinhando e cuidando da casa para uma festa contínua em casa. O convidado mais interessante é um dramaturgo (Jeremy Irons), que está com problemas de saúde e atrai Lucy porque não está atrás dela e fala para Lucy: "Quem é o sortudo?". Outros convidados são, um marchand (Jean Marais), uma colunista de conselhos (Stefania Sandrelli), uma designer de jóias (Miranda Fox), um advogado do entretenimento (D W Moffett) que suspira: " Acho que seria ótimo, sabe, ficar sentado o dia todo e se expressar". E vizinhos aparecem, incluindo vários rapazes, um dos quais pode ter enviado a Lucy uma carta que ela considera romântica e poética. Cada um, aventureiro cultural, desfrutando das maravilhas da Itália. Há um descontentamento na vila, uma infelicidade que todos têm em relação ao seu destino de vida. A chegada de Lucy é novidade e frescor para todos! Mas há um propósito! É agir como uma musa, um catalisador sacudindo velhos padrões e forçando esses exilados a decidir e fazer reflexão e mudanças sobre suas vidas. Ela representa uma espécie de ideal de beleza virgem perfeita. O estilo extremamente intenso e atraente, extraordinário visualmente o gosto pelo exotismo de Bernardo Bertolucci, se estende por todo o filme, todo o filme é onírico. É uma história importante de uma jornada pessoal, algo muito delicado e lírico. Trata de três grandes temas: a sexualidade, iniciação sexual, família, encontrar sua origem paternal e arte, os dolorosos e difíceis mistérios do processo artístico. A trilha sonora é composta por música clássica, rock, blues e soul, combinado com os movimentos de passeios, descanso e dança dos personagens, o resultado é totalmente inebriante. Há uma sensação maravilhosa de leveza no ar delicado e excêntrico. Fazendo com que nos deleitemos junto com os personagens. (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog! Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
                                                        Stealing Beauty Movie                                                                                                                          Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!    Stealing Beauty Movie Scenes

Morrissey and The Smiths - Lyric Quality - Singular Lyricist - The Smiths, lançaram singles clássicos 'Hand in Glove', 'This Charming Man', What Difference Does It Make? Todos esses Álbuns compartilham aquela sensação inebriante de liberdade, expressa em uma torrente de canções que misturam idéias libertadas , emoções complexas e observação afiada. A abordagem lírica e vocal única de Morrissey foi mais do que igualada pelas melodias e arranjos de Johnny Marr. Para Morrissey, sua aparição como frontman de um grupo tão poderoso, foi um extraordinário ato de auto-reinvensão que o acompanhou pelo resto de sua vida. A alegria absoluta dessa transformação pode ser ouvida durante todo o primeiro ano dos Smiths. Morrissey levava tanto os insights quanto ressentimentos para sua arte. Quase todas as primeiras canções dos Smiths falam sobre rejeição, amizades rompidas, sexualidade frustada e a transitoriedade da conexão humana. O objetivo dos Smiths era contar uma verdade particular sobre as vidas ignoradas pela grande mídia. Morrissey escreveu sobre isso na canção 'Jeane'. Em 'Hand In Glove' do álbum ',The Smiths' (1983), o The Guardian disse que "Hand in Glove, soava como o coração de um adolescente traduzido em uma música". Os Smiths eram extremamente poderosos: uma arte total de música, letras, roupas, gráficos, atitude e visão de mundo. Pelos próximos três anos e meio, eles continuaram a produzir um fluxo constante de canções, todos os aplausos são totalmente merecidos. 'Meat is Murder' (1985), impulsionado pelo compromisso de Morrissey com o vegetarianismo. 'The Queen is Dead (1986), 'Strangeways, He We Come' (1987), 'Rank' (1988). Morrissey foi uma criança temperamental e instrospectiva. Descobrindo o amor pela poesia e pela escrita, gostava especialmente do trabalho de Oscar Wilde e Keith Waterhouse e fã de James Dean, a quem procurava imitar. Com o fim dos Smiths, Morrissey, começou sua carreira solo. Álbuns "Viva Hate" (1988), alcançou a 48° posição nas paradas americanas. 'Kill Uncle" (1991), 'Vauxhall and I' (1994), 'Maladjusted' (1997), 'You Are the Quarry' (2004) . Em 2013, Morrissey lançou sua autobiografia, que se chamou simplesmente, 'Autobiography'. Morrissey é considerado o segundo maior ícone britânico. Mistura de timidez e tons de críticas ácida e com o humor inglês. A capa de sua autobiografia reflete a imagem de si mesmo no poeta AE Houmam, que preferia a arte à hamanidade e cuja a vida ascética e espiritualmente parece ecoar em Morrissey. Seu pai o levou aos oito anos para ver "George Best" jogar em Old Trafford, ele ficou fascinado em ver tamanha arte combinada com tamanha rebeldia. Muitos anos depois, outros ficaram fascinados com sua própria mistura dos dois. Sua qualidade lírica sugere que por baixo de seu tom sarcástico enconde-se um soft romântico. Porém, anos desejando ser visto, agora passa anos desejando ser invisível. Ele prefere passar o tempo lendo Auden e James Baldwin. A solução para todos os problemas ele diz, "é a bondade da privacidade em uma sala acolhedora com livros". Um dos letristas mais singulares do rock, estilo extravagante e erudito. Altamente original com uma formidável lista de trabalho própria. Sejam escritas para os Smiths ou seus próprios álbuns solo as letras de Morrissey estão entre as mais perspicazes da música rock ... 𝄫♪♫♬ From The ice-age to the dole-age - I Have just discovered - Some girls are bigger than others - Some girls are bigger than others... (Some Girls Are Bigger Than Others - Composition Morrissey/Johnny Mar)... 𝄫♪♫♬Good times for a chance - See, the luck I've had...So please, please, please - Let me get what I want - This Time... Lord Knows It would be the first time... (Please, Please, Please Let Me Get What l Want - Composition Morrissey/Johnny Mar). (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês então role a página e é só ler os artigos) Quando criei este Blog. Minha intenção era fazer com que se o leitor estivesse lendo um livro agradável. Com uma página com texto e a outra com imagem separada. Para ler aos poucos e devagar. Deixei a página o mais leve e agradável possível. Além do mais, escrevo o texto no lugar do Título do Blog, para quando você abrir a página, já aparecer o texto em letras grandes e legíveis. Bom, mas para manter um Blog no Ar, eu preciso pagar por Ano, o Domínio do site. Porque senão o Google não envia as páginas para a pesquisa e vocês não achariam este Blog 'livro'. Faço pesquisa, leio livros, para escrever um bom conteúdo para vocês. Se gostam e lêem o Blog 'livro'. Peço à vocês a gentileza de me ajudar a manter este Blog no Ar! Com qualquer quantia. Pode ser US$ 0,10, US$ 0,50... O quanto desejar! É feita pelo PayPal, abaixo. Agradeceria de todo Coração, a sua sincera ajuda. Além do que é um prazer imenso poder escrever e compartilhar com vocês, várias informações. Agradeço Antecipadamente à todos vocês por estarem lendo o Blog 'livro' que escrevo com tanto carinho.

Imagem
Morrissey today     Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thanks!      The Smiths Band                                   

Bob Dylan One of the most influential Singers and Composers Inspired by the muses Polimnia, Erato, Euterpe and Calliope - O cantor e compositor folk-rock Bob Dylan, emergiu como uma da vozes mais originais e influentes na música popular americana. Impulsionado por influências de Elvis Presley, Jerry Lee Lewis e Little Richards e especialmente Buddy Holly, que o influenciou com country western, rock 'n' roll e rhythm and blues, três linhas distintas que ele entrelaçou e fundiu um gênero, marcando definitivamente suas influências musicais. Enquanto frequentava a Universidade de Minnesota em Minneapolis, começou a apresentar canções folclóricas e country em cafés locais. Em 1960, larga a Faculdade e muda-se para Nova York, onde o Cantor folk Woody Guthrie, seu ídolo estava hospitalizado com uma rara doença. Tornou-se frequentador assíduo de Greenwich Village; conhecendo uma série de outros músicos; e começou a escrever canções e com um ritmo surpreendente, fez 'Song to Woody', para seu herói doente. Em 1961, depois de suas apresentações, recebeu uma crítica entusiasmada do The New York Times, assinando contrato com a Columbia Records. O lançamento de 'The Freewheelin 'Bob Dylan' em 1963 o marcou como uma das vozes mais originais e poéticas da história da música popular americana. O álbum incluí as memoráveis canções folk dos anos 60, 'Blowin 'in the Wind' e 'A Hard Rain's A-Gonna Fall'. Seu próximo álbum, 'The Times They Are A-Changin', firmou Dylan como compositor de protesto nos anos 60. Uma reputação que aumentou depois de namorar, Joan Baez, ícone consagrado do movimento, em 1963. Benefiando ambos os artistas em suas carreiras musicais. Dylan escreveu alguns dos materiais mais conhecidos de Baez e Baez o apresentou a milhares de fãs por meio de seus shows. Em 1964 Dylan fazia 200 concertos por ano, mas cansou de seu papel de cantor e compositor de protesto. 'Another Side of Bob Dylan' (1964), era uma coleção de canções mais instrospectivas e pessoais. Em 1965 grava o álbum meio acústico e meio elétrico 'Bringing It All Back Home', onde tem 'Mr. Tamborine Man', regravado por The Byrds, David Crosby, disse: "Quando ele veio ao estúdio onde estávamos ensaiando e nos ouviu tocar a música, ficou extasiado. Acho que ouvir nossa versão foi parte do que fez Dylan se voltar para o rock". Na sequência os álbuns, 'Highway 61 Revisited', que incluíam a canção de rock seminal "Like a Rolling Stone" - e o conjunto de dois discos 'Blonde on Blonde' (1966), representam Dylan em sua forma mais inovadora. Com sua voz inconfundível e letras inesquecíveis, Dylan trouxe o mundo da música e da literatura juntos como ninguém. Álbuns 'John Wesley Harding' (1967) - incluindo 'All Along the Watchtower', posteriormente gravado pelo grande guitarrista Jimi Hendrix - e o country 'Nashville Skyline' (1969), foram mais suaves que seus trabalhos anteriores. 'Self-Portrait' (1970) e 'Tarantula', uma coleção de escritos publicada em 1971. Em 1973, Dylan apareceu em 'Pat Garrett e Billy The Kid', filme de Sam Peckinpah, também escrevendo a trilha sonora, tornando-se um sucesso e incluía a canção agora clássica, "Knockin 'on Heaven's Door". Em 1974, mais uma turnê, gravando um álbum com sua banda, 'The Band', "Planet Waves", tornando-se seu primeiro álbum número 1 de todos os tempos. Seguiu esses sucessos com o célebre álbum 'Blood on the Tracks and Desire' (1976), alcançando o primeiro lugar também. 'Desire', incluí a música "Hurricane", escrita por Dylan, sobre o boxeador, Rubin 'Hurricane' Carter, cumprindo prisão perpétua por duplo homicídio em 1967, que muitos consideravam condenação injusta. A canção 'Sara' em 'Desire', tentativa mal secedida de reaver a separação com sua esposa Sara Lowndes. Em 1979 se declarou um cristão resnascido, Dylan era judeu. Compondo 'The Evangelical' "Slow Train Comming", sucesso comercial que deu a Dylan seu primeiro prêmio Grammy. Suas inclinações religiosas tornaram-se menos evidentemente em sua música. Em 1982 ele foi introduzido no Songwriters Hall of Fame. Na década de 80, Dylan fez turnês em tempo integral, às vezes com lendas, como; Tom Petty, Heartbreakers, Grateful Dead. Álbuns notáveis nesse período, 'Infidels' (1983), retrospectiva de cinco discos, 'Biograph', 'Knocked Out Loaded'; e 'Oh Mercy', que se tornou o álbum mais bem recebido em anos. Gravou dois álbuns com a banda Travelling Willburys, com George Harrison, com Roy Orbinson, Tom Petty e Jeff Lynne. Em 94, voltou às raízes folk, ganhando o prêmio Grammy de Melhor Álbum Folclórico Tradicional por 'World Gone Wrong'. Em 89, introduzido no Rock & Roll Hall of Fame. Em 97, o primeiro astro do rock a receber o Kennedy Center Honors, considerado o maior prêmio do país por excelência artística. O álbum de 97, 'Times Out of Mind', ganhou três prêmios Grammy. Continuou suas turnês, incluindo performance para o Papa João Paulo ll, tocando "Knockin'on Heaven's Door". Em 99, uma turnê com Paul Simon. Em 2000, gravou o single 'Things Have Changed' para trilha sonora do filme, Wonder Boys. A canção rendeu um Globo de Ouro e um Oscar de Melhor Canção Original. Dylan então tirou um tempo da música para contar a história de sua vida. Lançando 'Chronicles: Volume One', o primeiro de uma série de três livros, em 2004. Dylan deu sua primeira entrevista completa em anos para um documentário em 2005. 'No Direction Home: Bob Dylan', dirigido por Martin Scorsese. Em 2006, álbum 'Modern Times', alcançando o topo das paradas. Mistura de blues, country e folk, elogiado por sua riqueza sonora e imagética, lúdica e inteligente. Continuou a fazer turnês ao longo do Século 21 e lançou o álbum 'Together Through Life' em 2009. Em 2010, o álbum 'The Witmark Demos', seguido por um novo box intitulado 'Bob Dylan: The Original Mono Recordings'. Além disso, ele exibiu 40 de suas pinturas originais para uma mostra individual na Galeria da Dinamarca. Em 2011, lançou um álbum ao vivo, 'Bob Dylan in Concert - Brandeis University 1963'. Em 2012, álbum de estúdio, 'Tempest, Shadows in The Night', seguido por um álbum de covers de padrões americanos em 2015. Em 2016, 'Fallen Angels', seu 37o albúm de estúdio, com canções clássicas do Great American Sondbook. Em 2017, continuou a celebrar os clássicos com álbum de três discos 'Triplicate', apresentando 30 padrões americanos, "Stormy Wether", "As Time Goes By", "The Best Is Yet To Come". Além de ganhar o Grammy, a Academia e o Globo de Ouro recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade do presidente Barack Obama em 2012. Em 2016, o lendário cantor e compositor também recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, pela primeira vez a homenagem foi concedida a um músico. Ele se tornou o primeiro americano a receber a homenagem desde o romancista Toni Morrison em 1993, e foi elogiado pela Academia Sueca "por ter criado novas expressões poéticas dentro da grande tradição da canção americana". Dylan voltou às notícias em 2017, com o box 'Trouble No More' - ' The Bootleg Series Vol. 13/1979-1981. Foi anunciado que seu antigo estúdio de gravação no Greenwich Village de Manhattan estava sendo reaberto como um prédio de apartamentos de luxo, com lofts disponíveis por um mínimo de $ 12.500 por mês. Não muito depois, a porta de seu quarto no famoso Chelsea Hotel foi vendida em um leilão por US $ 100.000. Em 2018, Dylan foi um dos artistas apresentados no EP Universal Love: Wedding Songs Reimagined. Lançou uma marca de uísque chamada 'Heaven's Door Spirits'. Em 2019, lançamento de outro material pouco ouvido com Bob Dylan apresentando Johnny Cash - 'Travelin 'Thru, 1967-1969: The Bootleg Series Vol.15. Dylan deu aos fãs uma agradável surpresa em 2020, uma música de 17 minutos, 'Murder Most Foul', sobre o assassino de John F. Kennedy, ele apenas disse que foi 'gravada há um tempo'. Quando não está fazendo música, Dylan explora seu talento como artista visual. Suas pinturas aparecem nas capas de seus álbuns 'Self Postrait' (1970) e 'Planet Waves' (1974), e já publicou diversos livros e desenhos, bem como expôs ao redor do mundo. Bob Dylan, cita livros específicos, que lhe deram uma maneira de ver a vida, uma compreensão da natureza humana e um padrão para medir as coisas. Diz que levou isso com ele quando começou a compor as letras. E os temas desses livros trabalharam em muitas de suas canções, seja intencionalmente ou não. Diz que queria escrever músicas diferentes de tudo que alguém já ouviu, e os temas eram fundamentais.Os livros são; Moby Dick, All Quiet on the Western Front e The Odyssey. Sobre 'All Quiet on the Western', ele diz que nunca mais quis ler outro romance de guerra, pois já tinha entendido tudo com esse. Sobre Moby Dick, diz "Quando Melville reuniu todo o seu antigo testamento, referências bíblicas, teorias científicas, doutrinas protestantes e todo aquele conhecimento do mar e dos navios à vela e das baleias em uma história, ele não teria se preocupado com o que isso significa. Se uma música comove você, isso é o que importa. Escrevi todos tipos de coisas em minhas músicas e não vou me preocupar com o que isso significa (como Melville)". Também citou John Donne, o poeta-sacerdote que viveu na época de Shakespeare, citando "John Donne: "Os Sestos e Abidos de seus seios. Não de dois amantes, mas de dois amores, os ninhos". O influenciando nas canções e composições de amor. Dylan disse: "Eu não sei o que isso significa, mas é bom e você quer que suas músicas soem bem". Sobre ' The Odyssey', ele diz; "Quando Odisseu visita Aquiles no submundo - Aquiles que trocou uma vida cheia de paz e contentamento por uma curta cheia de honra e glória. Diz a Odisseu que tudo foi um erro. "Eu acabei de morrer, só isso". Não houve honra. Sem imortalidade. E que se pudesse, ele escolheria voltar e ser um escravo humilde de um fazendeiro arrendatário na Terra ao invés de ser o que ele é - um rei na terra dos mortos. É isso que as músicas também são. Nossas canções estão vivas na terra dos vivos. Mas as canções são diferentes da literatura. Elas são feitas para serem cantadas, não lidas. Volto mais uma vez para 'Homer' que diz: "Cante em mim, ó musa, e através de mim conte a história". Grande trovador contemporâneo e um dos homens mais sábios do rock, mereceu o "Nobel Prize for Literature". (Para ler os Artigos anteriores de 2021 e 2020 Clique acima em ARQUIVOS - Clique no mês e abrirá as páginas referentes ao mês então role a página e é só ler os artigos) & (Se gostou dos artigos e quiser ser avisado quando posto novo artigo, cadastre seu e-mail acima em Sign Up e o Mailchimp avisará automaticamente para você quando posto novo artigo) & (Conheça minhas Pinturas no Instagram Clique no link abaixo)

Imagem
Instagram                Bob Dylan today      Note: Amazon ads are just examples and suggestions, the pruducts listed are from Amazom.com USA, by clicking on them you will be redirected to the Amazon in your country and choose the one that suits you. I wish good choices! Thank